segunda-feira, fevereiro 13, 2006

Cinemas perdem 7,5 por cento de espectadores em 2005

Isabel Salema, in Publico, 11 de Fevereiro de 2006

O Crime do Padre Amaro está entre os dez filmes mais vistos no ano passado
em Portugal

Em 2005, houve menos 1,2 milhões de espectadores nas salas de cinema em Portugal, mas o público do cinema português aumentou quase 40 por cento.
No ano passado, houve 15,7 milhões de espectadores nas salas, enquanto em 2004 esse número chegou aos 16,9, ano em que tinha também já decrescido em relação ao anterior. São dados ainda provisórios, mas, a confirmarem-se, significam que, no ano passado, houve menos 7,5 por cento de espectadores nas salas de cinema em Portugal.
Já o cinema português registou uma subida espectacular, de 37,7 por cento: 462.118 espectadores em 2005, quando, em 2004, se tinha ficado pelos 335.586. Esse aumento foi atingido com menos sete longas-metragens nacionais nas salas do que em 2004. Mas num ano em que um título, O Crime do Padre Amaro, de Carlos Coelho da Silva, se transformou no filme português mais visto de sempre: segundo os últimos dados disponíveis, já a contar com os primeiros dias de 2006, atingiu os 363.633 espectadores. A quota de mercado do cinema português subiu assim 1,1 por cento.
Ontem, a direcção do Instituto do Cinema, Audiovisual e do Multimédia (ICAM) estava indisponível para comentar estes dados, reservando a análise para a apresentação que fará no final do mês.
Os números foram ontem avançados pelo próprio ICAM, através da assessora de imprensa Cristina Matos Silva, que actualizou os dados conhecidos também ontem no Festival de Cinema de Berlim através do catálogo com que o instituto promove a produção cinematográfica portuguesa nos mercados dos festivais.
Esses dados do ICAM foram conhecidos na capital alemã um dia depois de o Observatório Europeu do Audiovisual ter revelado que as entradas nos cinemas europeus recuaram, em 2005, 11 por cento em relação ao ano anterior. Mas, tal como em Portugal, o cinema europeu também melhorou os seus resultados em relação a 2004 em sete dos dez países com dados disponíveis.

Os filmes mais vistos
Entre os dez filmes mais vistos em 2005 em Portugal, está O Crime do Padre Amaro, com 317.013 espectadores, numa carreira que ainda não terminou nas salas.
Mas o filme mais visto entre nós, no ano passado, em termos absolutos foi a animação Madagáscar, com 692.350 espectadores, seguido de Harry Potter e o Cálice Sagrado (514.024), Guerra dos Mundos (505.359), Mr. e Mrs. Smith (432.626), Os Compadres do Pior (400.271), Ocean"s Twelve (391.273), Star Wars Episódio III (352.584) e Million Dollar Baby (319.136).
Depois de O Crime do Padre Amaro, os filmes portugueses mais vistos em 2005 foram a animação Sonho de uma Noite de São João, com 56.457, e Alice, com 33.320.
O Crime do Padre Amaro, inspirado no romance homónimo de Eça de Queirós, transpõe para a actualidade a acção e coloca-a num bairro periférico de Lisboa. Foi estreado a 27 de Outubro, sendo uma parceria da SIC e da Lusomundo. Pensado inicialmente para exibição televisiva, será ainda transmitido pela estação quando sair dos cinemas.