segunda-feira, novembro 07, 2005

Vice de Mário Almeida a meio tempo na Câmara de Vila do Conde

por Ângelo Teixeira Marques, Público, 6 de Novembro de 2005

Pacheco Ferreira recusou suspender a sua actividade como médico. António Caetano fica com as Obras Municipais

O vice-presidente da Câmara de Vila do Conde que terá a seu cargo os pelouros do Movimento Associativo e Desporto, Saúde Pública e Veterinária, Solidariedade e Turismo vai desempenhar as suas funções apenas a meio tempo. Pacheco Ferreira, que ocupava um lugar na bancada socialista na assembleia municipal, aceitou o convite do cabeça de lista à câmara, Mário Almeida, mas desde cedo deixou claro que não pretendia abandonar a sua profissão de médico. O líder socialista deu a sua anuência, apesar de, sobre Pacheco Ferreira, pesar a responsabilidade de ser o substituto de Abel Maia, que, no anterior mandato, foi o braço direito de Almeida e o rosto do programa Polis.
Do anterior executivo, registe-se também a saída de José Manuel Laranja e a manutenção de Elisa Ferraz (com os pelouros dos Recursos Humanos, Educação e Cultura, Acção Social, Terceira Idade e Deficiência), António Caetano (Urbanismo e Urbanização, Obras Municipais e Trânsito, Serviços Gerais, Segurança Pública e Protecção Civil) e Vítor Costa (Juventude, Ambiente, Inovação e Tecnologia, Equipamentos Municipais, Património e Toponímia).
O próprio presidente da câmara ficou com as áreas da Gestão e Finanças, Planeamento Urbanístico e Obras Particulares, Desenvolvimento Concelhio, Habitação Social e Saneamento Básico. Mário Almeida deu a conhecer as suas opções na primeira reunião do executivo, durante a qual os quatro vereadores eleitos pelo PSD apresentaram uma moção de protesto (a enviar ao Governo) contra os 533 mil euros inscritos na previsão do Plano de Investimentos e de Despesas para o Desenvolvimento da Administração Central (PIDDAC) para o próximo ano, mas a maioria socialista inviabilizou a iniciativa.