segunda-feira, novembro 07, 2005

Nova ponte em Vila do Conde vai custar 1,8 milhões

Público, 5 de Novembro de 2005

Três empresas disputam a construção da travessia sobre o rio Ave, que deve demorar
um ano

A nova ponte rodoviária sobre o rio Ave, a construir junto à travessia por onde vai passar o metropolitano, vai custar mais de 1,7 milhões de euros, segundo informou a autarquia local que deu a conhecer a identidade e as propostas das três empresas concorrentes. A construtora MonteAdriano propõe-se executar a empreitada por 1,78 milhões, seguindo-se a empresa Eusébio & Filhos (1,79) e a Obrecol (1,88), ou seja, todas as interessadas apresentaram valores superiores ao valor-base do concurso (1,4 milhões), o que, contrariando a tendência recente, poderá ser um sinal de que o sector da construção está a respirar melhor. A câmara está a analisar as propostas para depois decidir a quem procederá a adjudicação dos trabalhos, que se devem prolongar por um ano.
A ponte, com um tabuleiro para veículos e peões sem limite de carga, fará a ligação da freguesia de Retorta (margem esquerda) à Avenida de Bernardino Machado e criará uma alternativa, a nascente, à actual travessia, visto que esta não consegue escoar o tráfego, sobretudo o que circula no sentido sul-norte. Por isso, a câmara assumiu-se como emissora do concurso, dada "a urgência da situação". Mas, no passado mês de Agosto, Mário Almeida, presidente da câmara (e que entretanto foi reeleito), adiantou que obtivera do Ministério das Obras Públicas a promessa de uma comparticipação de 50 por cento do custo total do empreendimento. Este permitirá que os condutores de diversas freguesias como Tougues, Macieira e Retorta possam entrar na cidade sem terem de passar pela Estrada Nacional n.º 13 (Porto-Valença) em Azurara.
A edificação de uma nova ponte foi um dos assuntos mais quentes da recente campanha eleitoral, tendo o candidato da coligação PSD/CDS, Santos Cruz, defendido que a travessia deveria ser construída entre Azurara e a zona do antigo circuito automóvel, ou seja, a poente da actual ponte. A.T.M.