domingo, julho 10, 2005

Mário Almeida volta a concorrer

Autarca socialista quer manter-se à frente dos destinos da Câmara de Vila do Conde

Mário Almeida é recandidato à câmara municipal de Vila do Conde e já escolheu as equipas para as juntas de freguesia do concelho, faltando definir apenas a equipa de vereação. Todos os nomes devem ser apresentados no final deste mês.

por Paulo Vidal, in O Primeiro de Janeiro, 9 de Julho de 2005

Foi sem surpresa que Mário Almeida anunciou, ontem de manhã, a sua recandidatura à presidência da câmara municipal de Vila do Conde.
Com o salão de festas do Centro Municipal de Juventude a rebentar pelas costuras, o autarca começou o discurso com o anúncio que todos os socialistas esperavam, “após profunda reflexão decidi candidatar-me a um novo mandato à câmara municipal de Vila do Conde”.
Sem grandes promessas, Mário Almeida comprometeu-se apenas em concluir projectos que estão em andamento, a garantir um futuro tranquilo e de segurança para todos, “todos me conhecem bem, sabem que nunca fiz vagas promessas eleitorais e também não vou fazer agora”.
Uma das razões principais para a recandidatura às eleições autárquicas do próximo mês de Outubro, foi o resultado de um estudo encomendado por Mário Almeida onde 74% da população do concelho se manifestou a favor da sua continuidade.
“Algumas palavras de incentivo que me surgiram de vila-condenses na rua, muitos deles anónimos. Um estudo de opinião que mandei fazer e que revela que 74,1% dos vila-condenses acham que é positivo para o concelho a minha recandidatura e naturalmente a recente manifestação de reconhecimento que me foi expressa pelas associações, instituições e colectividades do concelho”, sublinhou o autarca vila-condense.
Ainda de acordo com o estudo evocado pelo presidente da câmara municipal de Vila do Conde, cerca de 80% dos inquiridos fez referência ao dinamismo, honestidade e competência de Mário Almeida que decidiu avançar para as eleições principalmente porque quer fazer mais, “se eu sentisse que já não era útil, se eu não quisesse fazer algo mais do que aquilo que foi feito, naturalmente que não seria novamente candidato, mas, como também já o tenho dito, acho que fruto do conhecimento que tenho das situações, da forma como me envolvi no trabalho do município e do relacionamento que hoje tenho com as juntas de freguesia e com as suas instituições, acho que me sinto mais motivado agora do que quando cheguei à câmara municipal há 30 anos”. Mário Almeida não confirmou se este será o seu último mandato, garantindo apenas que quer chegar a 2009 com o sentimento do dever cumprido.