segunda-feira, junho 20, 2005

BE

por Ângelo Teixeira Marques
Público, 20 de Junho de 2005

Louçã considera privatização dos sistemas municipais de água uma "brutalidade sem nome"

Armando Herculano apresentou-se ontem como cabeça de lista do Bloco de Esquerda (BE) à Câmara de Vila do Conde, numa cerimónia onde teceu duras críticas à gestão "esgotada" do PS que governa aquele município desde as primeiras eleições livres. O candidato imputou à autarquia "a responsabilidade" da dimensão dos recentes incêndios na Reserva Ornitológica do Mindelo (ROM), dado que esta, disse, "nunca fez nada" para promover a limpeza do espaço e, "durante trinta anos, tem empatado" a criação de um estatuto jurídico de protecção da ROM, sobre a qual, denunciou, "pairam interesses imobiliários".
Herculano prometeu que, caso seja eleito vereador, não aprovará "nada que não tenha sido discutido publicamente". Deu como exemplo o projecto comercial Nassica - "financiador do Rio Ave, cujo presidente da assembleia geral é o presidente da câmara, Mário Almeida -, para a qual foi necessária a desanexação de uma vasta área da Reserva Agrícola Nacional, sem que, até agora, tivesse sido realizado um Estudo de Impacte Ambiental.
"A maioria PS tem tiques autoritários", acrescentou Teixeira Lopes (deputado e candidato à Câmara do Porto), que, recordando a militância activa de Armando Herculano na Comissão de Utentes da Linha da Póvoa, definiu-o como "a dor de cabeça do comissão executiva do Metro do Porto, uma empresa que está nas mãos do PS e do PSD e faz favores e fretes" a estes partidos. Finalmente, Francisco Louçã apelidou de "projecto selvagem de uma brutalidade sem nome" a privatização do sistema municipal de água e saneamento já aprovado pela Câmara de Vila do Conde.

Miguel Rocha Pereira
candidato na Póvoa...
Na Póvoa de Varzim, o candidato é Miguel Rocha Pereira, professor, que também ontem deu a conhecer as suas intenções eleitorais ( aumentar a votação no Bloco) e programáticas ("defender a transparência da gestão autárquica e a qualidade de vida através da defesa do meio ambiente, promover a cidadania privilegiando a participação dos poveiros nas decisões da autarquia e aplicar a Agenda 21 local). Rocha Pereira admite que será uma tarefa árdua conseguir ser eleito para o executivo, mas não tem dúvidas de que o BE passará a estar representado na assembleia municipal, cujo cabeça de lista é Isaque Ferreira. E, para isso, conta com o apoio de Francisco Louçã, que assume as candidaturas do BE como fomentadoras "de clareza democrática e de ruptura com o situacionismo que, por vezes, é o grande problema da vida municipal".

... e ex-comunista
em Gondomar
Já anteontem o BE tinha apresentado a candidatura do renovador comunista João Semedo à Câmara de Gondomar. Este médico traçou como objectivo derrotar as "duas candidaturas" do PSD - Valentim Loureiro, contra o partido, e Gonçalves Pereira. "Isto quer dizer que estamos contra a versão "laranja choc" e a versão "laranja light"", afiançou o candidato independente, que se mostrou disponível para a realização de acordos pós-eleitorais com os restantes partidos de esquerda.