segunda-feira, maio 02, 2005

O Comércio do Porto - Contas das duas câmaras aprovadas

Os relatórios de gestão e contas de 2004 das Câmaras da Póvoa de Varzim e de Vila do Conde foram aprovadas, anteontem à noite, pelas maiorias representadas nas respectivas assembleias contra a vontade dos partidos da oposição. No caso de Vila do Conde, o PSD, a CDU e o CDS/PP apontaram o dedo "à dívida", que ronda os 75 milhões de euros, e ainda ao que consideram "uma baixa taxa de execução que não chegou aos 50%, quando o relatório apresenta 75%. Alexandre Raposo, da bancada do PP, falou mesmo em "má gestão" e em "desinvestimento em novos projectos o que vai condicionar o futuro do município". Já Albano Loureiro, do PSD, disse que as contas que "não correspondem à realidade" e referiu ainda que a dívida de Vila do Conde é maior do que em outros municípios porque "representa mais de mil euros por cidadão". As contas apresentadas pela edilidade poveira também mereceram criticas por parte da oposição. O PS, a CDU e o PP votaram contra e não ficaram convencidos com o facto de a Câmara ter apresentado receitas de mais de 37 milhões de euros com um índice de realização de 65%. Quanto às receitas correntes a edilidade realizou 92% (29 milhões de euros) e nas receitas de capital obteve 8 milhões de euros, o que representa cerca de 35% do índice de realização.
Márcia Vara